22/11/2022 16:32 | Cultura

Secult reunirá gestores culturais para discutir prestação de contas da Lei Aldir Blanc

Evento será realizado dia 1º de dezembro, no Museu da Imagem e do Som de Alagoas

Camylla Thomasya/ Ascom Secult

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), promoverá no dia 1º de dezembro, o Encontro Alagoano de Gestores da Cultura. O evento visa orientar gestores municipais sobre a elaboração correta da prestação de contas da verba federal transferida no âmbito da Lei 14.017/2020 Aldir Blanc - regulamentada pelo Decreto 10.464/2020 –, que deve ser apresentada à Secretaria Especial da Cultura/Ministério do Turismo até 31 de dezembro deste ano. A reunião será realizada no Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), no bairro do Jaraguá, às 8h.

 

Na ocasião, haverá uma palestra de Orientações Técnicas Gerais sobre o procedimento de prestação de contas com a fundadora da Municipa Gestão Cultural, Ana Clarissa Fernandes. A empresa desenvolve capacitações para gestores públicos sobre assuntos relacionados à gestão pública municipal de cultura.

 

Aldir Blanc Alagoas

 

O Governo de Alagoas, por meio da Secult, foi responsável pela administração de parte do recurso da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo. Aprovada em junho de 2020, a lei serviu como um apoio emergencial ao setor cultural durante a crise sanitária ocasionada pela pandemia da Covid-19.

 

Ao todo, foram realizados 17 certames, com um investimento total de R$ 36.946.500, em diversos segmentos culturais: música, artesanato, literatura, cultura e manifestação popular, projetos culturais, pontos, coletivos e espaços culturais, artes visual e digital, artes cênicas, patrimônio e audiovisual. Foram mais de 1.800 premiações, que beneficiaram grupos, artistas individuais e produções culturais, contribuindo, assim, para que muitos sonhos saíssem do papel no ano de 2021.

 

Para a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, a Lei Aldir Blanc Alagoas foi um importante instrumento de apoio ao setor no Estado durante a pandemia. “A sensação é de dever cumprido. Os editais foram fundamentais nesse período tão difícil para a nossa cultura. Vimos muitos sonhos e projetos saindo do papel. Esta foi uma conquista construída por muitas mãos”, disse Mellina Freitas.