23/11/2022 18:26 | Gestão e Finanças

Secretarias da Fazenda de Alagoas e do Acre discutem benefícios do Processo Administrativo Tributário Eletrônico

Sefaz/AL recebeu os representantes do órgão acreano nesta quarta-feira (23)


Victor Xavier / Ascom Sefaz

A Secretaria da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) recebeu, nesta quarta-feira (23), a visita técnica de representantes da Sefaz do Acre, onde discutiram a implementação do Processo Administrativo Tributário Eletrônico (e-PAT), do estado acreano. Esse sistema, que já está sendo utilizado pelo Estado desde julho de 2019, encurta processos administrativos tributários e aumenta a segurança, transparência e comunicação, que é feita diretamente com o contribuinte através do Domicílio Tributário Eletrônico (DTE).


Além disso, o mecanismo possibilita que os usuários apresentem a documentação online, sem precisar comparecer presencialmente, facilitando a rotina do contribuinte. “Por ser um procedimento longo, que passa por vários setores e tem prazos a ser cumpridos, ele normalmente demorava mais de dois anos para chegar ao seu final. Sendo eletrônico, com menos de um ano já está resolvido. Isso é um ganho não só de tempo, como também financeiro e de trabalho”, ressaltou Solymar Correia Alves, gerente do projeto e-PAT.



“É fundamental que os estados se aproximem e que a gente possa ter uma situação onde todos ganham. Temos a possibilidade de aprender com a experiência dos estados e trazer algumas novidades que a gente possa compartilhar”, disse Wanderson Fernandes, gerente da Divisão de Sistemas Tributários Informatizados do Acre.


O encontro, que foi promovido pelo superintendente de tecnologia da informação, Marcelo Malta, contou ainda com as presenças do auditor da Receita Estadual do Acre, Josias Franco, e do gerente de tecnologia do projeto e-PAT, Reinaldo Malta.