11/02/2022 17:42 | Saúde

Em um ano, Hospitais mantidos pela Sesau realizam mais de 20 mil cirurgias

Os dados são relativos a janeiro de 2021 a janeiro de 2022; HGE realizou 16.693 cirurgias

Thallysson Alves


Suely Melo

O Sistema Único de Saúde (SUS) de Alagoas realizou mais de 20 mil cirurgias de janeiro de 2021 a janeiro deste ano, nos hospitais públicos mantidos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Mesmo com cirurgias eletivas canceladas devido a alguns hospitais terem ficado voltados exclusivamente para o tratamento da Covid-19 no estado, ao todo foram feitas 20.552 intervenções cirúrgicas no período de um ano.

O maior número de procedimentos cirúrgicos aconteceu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, onde foram realizadas 16.693 cirurgias. Sendo 7.984 de emergência e 7.483 de urgência. Já na parte de hemodinâmica foram 880 cateterismos e 346 angioplastias.

No Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, foram contabilizadas 1.434 cirurgias entre plástica, geral, vascular, urológica, torácica, ortopédica, neuro, bucomaxilofacial, oftalmologia, otorrino e endoscopia. No Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares, foram feitas 1.828 cirurgias, sendo 319 de urgência, 273 de emergência e 1.236 eletivas.

Já no Hospital Regional do Norte (HRN), em Porto Calvo, que foi uma das referências no atendimento e tratamento de pessoas diagnosticadas com a Covid-19, aconteceram 125 cirurgias no período de novembro de 2021 a janeiro deste ano, entre herniorrafia, hernioplastia, colecistectomia, desabridamente de tecido desvitalizado, apendicectomia, tenorrafia, laparotomia exploradora, amputação, redução, fratura exposta, sutura, cistostomia, osteossíntese, pseudoartrose, drenagem, acesso venoso, fasciotomia, Ooforoplastia, implantação de fixador, anexectomia e retirada de corpo estranho do ouvido.

O Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió, que também passou um tempo exclusivo para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus, realizou, de setembro de 2021 a janeiro de 2022, 318 procedimentos cirúrgicos entre cirurgias gerais, plástica, ortopédica, cardiovascular, cabeça e pescoço, endoscopia e urologia.

Outra unidade que também estava exclusiva para o tratamento da Covid-19 foi o Hospital da Mulher Drª Nise da Silveira (HM), em Maceió. De outubro de 2021 a janeiro deste ano, foram realizadas 124 cirurgias entre remoção de cistos, hernioplastia, lábio leporino, miomectomia e várias outras áreas.

“Mesmo com a pandemia e com cirurgias canceladas devido a alguns hospitais ficarem atendendo exclusivamente casos de Covid-19, nós conseguimos manter as cirurgias eletivas e assim que foi possível, com a diminuição no número de internados em leitos de UTIs pela doença, nós voltamos com as cirurgias, inclusive com programas para zerar filas de procedimentos aqui no Estado”, relata o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres.