18/11/2022 17:00 | Saúde

Em seis meses Hospital Metropolitano de Alagoas registra aumento de 300% nos atendimentos ambulatoriais

Unidade realizou 497 consultas em março e no mês de setembro o número saltou para 2 mil


Diretor do HMA, Ajax Caldas, acompanha atendimento para assegurar assistência qualificada à população

Viviane Chaves


Viviane Chaves / Ascom Sesau

O Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió, unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), registrou, nos últimos seis meses, uma evolução superior a 300% na assistência ambulatorial.

 

Enquanto em março deste ano foram realizadas 497 consultas, no mês de setembro o número saltou para dois mil, conforme os últimos levantamentos divulgados pelo Centro de Processamento de Dados, que computa as informações do mês anterior e subsequente.

 

Entre os pacientes beneficiados está Ana Lúcia dos Santos, de 51 anos, que foi assistida por uma especialista de Cabeça e Pescoço, devido a um caroço que surgiu na face. Ao receber assistência no Ambulatório do HMA pela terceira vez, ela contou que o atendimento ocorreu dentro da normalidade. Inclusive, teceu elogios ao atendimento recebido no local. “Estou feliz por conseguir me consultar e, em breve, estarei operada”, relatou a paciente.

 

Para o secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda, o crescimento nos atendimentos ambulatoriais registrados no HMA comprova que a unidade hospitalar está em pleno funcionamento. “O foco da nossa gestão tem sido expandir a Rede Hospitalar do Estado, mas, assegurando que os serviços realmente funcionem e atendam os usuários com eficiência, agilidade e humanização”, destacou o gestor da saúde estadual.

 

Mais Beneficiados

Wytallo Daniel dos Santos, de 16 anos, também foi um dos beneficiados pelo Ambulatório do HMA. Ele, que mora em Pindoba, e estava acompanhada de sua mãe, Ângela Maria Santos, quando foi consultado por um mastologista. “Muito bom que aqui temos várias especialidades e o atendimento é humanizado”, frisou.

 

Já a aposentada Terezinha Pereira Mendes, de 85 anos, é uma paciente idosa que teve AVC e buscou atendimento com vários especialistas no Ambulatório do HMA. “Aqui recebemos um atendimento muito bom. Minha mãe passou pelo neurologista e cirurgião vascular e foi bem atendida. Sabemos que é obrigação o bom atendimento, mas aqui é um hospital público diferenciado, que tem um carinho pelo paciente”, disse Almira dos Santos, filha de dona Terezinha.

 

Para o diretor do HMA, médico Ajax Caldas, o crescimento da procura pelo Ambulatório do HMA é fruto da expansão dos serviços ofertados e do atendimento qualificado que é prestado pela equipe multidisciplinar.

 

“Esse resultado é um somatório de ações que são executadas com o intuito de melhorar a assistência não só do ambulatório, mas, em todo o hospital. Ampliamos os serviços oferecidos, a oferta de vagas e investimos no atendimento aos pacientes. E o trabalho continua para melhorarmos ainda mais”, assegurou.

 

Acesso

De acordo com a coordenadora do Núcleo Interno de Regulação (NIR), enfermeira Alessandra Viana, para ter acesso às consultas especializadas no Ambulatório do HMA, é necessário que os pacientes procurem as Secretarias de Saúde dos municípios de residência. "As cotas de consultas de especialidades médicas e exames são ofertadas aos municípios. Daí o paciente já vem com o dia e a hora marcada para seu procedimento”, informou.

 

Ela ressaltou, entretanto, que o transporte de pacientes é de responsabilidade do próprio município de origem. “Nenhum paciente sai do Ambulatório do HMA sem seu retorno confirmado, ou seus exames agendados. Implantamos também um atendimento virtual via WhatsApp, que permite o esclarecimento de dúvidas e uma maior aproximação da gestão do hospital com os seus usuários”, destacou Alessandra Viana.

 

A coordenadora de Especialidades do Ambulatório do HMA, Márcia Corsino, assumiu a função há três meses e relata o quanto conseguiram progredir de lá pra cá. “Começamos a funcionar com um fluxo maior, a partir da experiência da Maratona de Cirurgias, otimizando melhor o serviço e ampliando o número de especialidades”, sentenciou.