15/05/2024 10:28 | Segurança

Em Alagoas, Segurança Pública avança contra criminalidade com investimentos em mais de R$ 500 milhões

Nos últimos dois anos foram inaugurados 15 Centros Integrados e mais de 1.650 policiais foram nomeados para reforçar as ações integradas


Em dois anos, Alagoas recebeu mais de meio bilhão de reais em investimentos na Segurança Pública e avançou no combate ao crime

Fotos: Ascom SSP-AL


Roberison Xavier - Ascom SSP

A Segurança Pública de Alagoas tem recebido cada vez mais investimentos para aumentar o combate à criminalidade em todo o território do estado, conseguindo dados históricos na redução da violência. Nos últimos dois anos, no governo Paulo Dantas, houve a maior destinação de recursos para área com a inauguração de Centros Integrados, delegacias e compras de equipamentos de altíssima qualidade internacional.

 

Liderada pelo secretário Flávio Saraiva, a SSP-AL utilizou, de forma responsável, mais de R$ 510 milhões, oriundos do Tesouro Estadual e do Fundo Nacional de Segurança Pública, para aquisição de pistolas Glock; coletes balísticos; viaturas blindadas; embarcações; instrumentos de menor potencial ofensivo; equipamentos e insumos para a Polícia Científica; laboratório móvel de perícia criminal; drones com visão termal; softwares para extração de dados; escudos balísticos; trajes antibomba para o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope/PM); quadriciclos; caminhões tanques e autobombas; aeronaves e equipamentos de proteção individual como capacetes de combate a incêndio, para o Corpo de Bombeiros Militar, entre outros.

 

Os investimentos, destaca o secretário, devem continuar sendo feitos para garantir a prestação de um serviço que melhore a qualidade de vida das pessoas. 


“Também já compramos um helicóptero multimissão H135, que é de última geração e vai ajudar no socorro aeromédico e nas atividades policiais que se fizerem necessárias. A aeronave também é preparada para utilização de óculos de visão noturna e visão sintética dos obstáculos, o que vai facilitar a captura de delinquentes. Em tudo o que compramos, fizemos comercializações com uma economia média de praticamente 50% em cima dos valores propostos no início dos processos licitatórios. Graças a essa eficiência, que contou com o auxílio da Amgesp [Agência de Modernização da Gestão de Processos], conseguiremos fazer mais investimentos para a área da segurança, que está recebendo a maior quantidade de recursos da história”, afirma Flávio Saraiva.



 

Novas unidades

Além de equipamentos e meios de transporte destinados às forças de segurança e salvamento, o Governo de Alagoas inaugurou prédios públicos que dão mais conforto e qualidade de vida para o efetivo das instituições que integram a Segurança Pública.

 

Entre as entregas feitas, estão 17 Centros Integrados de Segurança Pública, instalados em municípios estratégicos que reforçam a atuação conjunta contra todo tipo de crime e contam ainda com as Salas Lilás, para atendimento humanizado às vítimas de violência doméstica e aos vulneráveis.

 

Dois Cisps tipo III receberam mais de R$ 32 milhões para uma estrutura bem mais reforçada e atualmente abrigam as sedes do Bope e da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco/PC). Outros dois Centros Integrados do tipo III estão sendo construídos em Santana do Ipanema e União dos Palmares e devem ser entregues no segundo semestre deste ano.

 



Nos últimos dois anos, Alagoas também recebeu delegacias especializadas, como a de Crimes contra Vulneráveis, de Estelionato e o Núcleo de Atendimento à Mulher, que funciona 24 horas no combate aos casos de violência doméstica, familiar e sexual.

 

Duas novas Centrais de Flagrantes foram inauguradas, melhorando o atendimento de registros de ocorrência: uma unidade virtual, que é a primeira do Nordeste, e a outra com um prédio moderno às margens da Avenida Durval de Góes Monteiro, no Tabuleiro do Martins, em Maceió.

 

Também foram inauguradas as novas instalações do 3º Grupamento de Bombeiro Militar, em União dos Palmares; da Academia dos bombeiros em Arapiraca, que está realizando o 1º Curso de Formação de Oficiais do estado; do Comando de Aviação do Estado, em Marechal Deodoro; do Aeroporto de Arapiraca e o Heliponto de Delmiro Gouveia.

 

A Polícia Científica ganhou postos de identificação em mais municípios do interior alagoano, como Traipu e Anadia, e a institucionalização da autonomia administrativa dos Institutos de Criminalística do Agreste e Sertão, além de inaugurar uma extensão do Instituto Médico Legal na Unidade de Emergência Dr. Daniel Houly visando atender vítimas de violência sexual com mais comodidade e facilidade. O Corpo de Bombeiros Militar também recebeu novos postos salva-vidas e a sede da Secretaria da Segurança Pública passa por reforma. O prédio também possui o novo Centro Integrado de Comando e Controle.

 

Sobre a aplicação desses investimentos, o secretário Flávio Saraiva assegura que a atenção à população tem sido prioridade, além de valorizar o servidor.

 

“São estruturas novas que reforçam os cuidados do governo com seus profissionais e, claro, com o serviço que é prestado à população. Temos lutado pela valorização do nosso efetivo para que possamos trabalhar com as melhores condições possíveis. O resultado depende muito de como o trabalho é feito e o desempenho das equipes precisa ter esse respaldo com equipamentos de qualidade e ambiente propício para o desenvolvimento das atividades”, disse o secretário da Segurança Pública.

 

Qualificação e reforço

As forças de segurança e salvamento de Alagoas também têm ganhado reforço no efetivo. No total, nos últimos dois anos, cerca de 1.700 policiais e bombeiros foram convocados pelo governo. Deste total, mais de 300 policiais civis e 120 policiais científicos já estão atuando nos diversos setores das instituições para as quais foram nomeados. Mil policiais militares e 148 bombeiros militares estão concluindo o Curso de Formação e, no final do mês serão formados para estarem efetivamente nas unidades das corporações.

 

Outros cerca de 80 policiais e bombeiros estão no segundo ano do Curso de Formação de Oficiais e em breve vão estar aptos para reforçar o efetivo nas ruas. O Estado também está promovendo um concurso para o preenchimento de cem vagas para o cargo de delegado da Polícia Civil.

 

Além da formação de novos integrantes, a SSP tem promovido, junto com as instituições a ela vinculadas, diversas capacitações, como os cursos de Atendimento Pré-Hospitalar Tático (APH-Tático), onde foi destinado R$ 1,2 milhão, e os estágios de Plano de Defesa, que tem recebido elogios do Governo Federal e vem sendo expandido para outros estados da federação. Conforme o secretário Saraiva, as qualificações também ajudam no desempenho das funções diante das situações do dia a dia.

 

“Estamos preparando nosso efetivo para todo tipo de ocorrência. Nos estágios de plano de defesa, por exemplo, há habilitação para atuação em situações de alta complexidade, alta intensidade e baixa familiaridade. Continuaremos mantendo os profissionais bem qualificados para que assim possamos obter os melhores atendimentos à população, que é quem mais ganha com isso”, enalteceu o secretário da Segurança Pública.



 

Operações e parcerias

Desde 2022, a SSP-AL tem fortalecido o trabalho integrado para combater as organizações criminosas. No início da gestão, foi criada uma força-tarefa de inteligência com integrantes das forças de segurança estaduais, que coordena ações, principalmente, contra foragidos da Justiça.

 

A SSP também formalizou parceria com órgãos federais, como por exemplo, a criação da Força-tarefa Integrada de Combate ao Crime Organizado, que vem sendo desenvolvida em conjunto com as polícias Federal e Rodoviária Federal e também com a Polícia Penal, que pertencente à Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social.

 

O secretário Flávio Saraiva celebra a união de forças pela garantia da tranquilidade do povo alagoano.

 

“As ações integradas possibilitaram, por exemplo, a prisão de Leandro Pinheiro de Barros, que matou a companheira em São José da Tapera. Ele foi encontrado com o auxílio de vários órgãos como a Agência Brasileira de Inteligência e a polícia da Bolívia. Outras operações também têm sido destaque como as prisões dos envolvidos na chacina registrada em Arapiraca; de integrantes de torcidas organizadas envolvidos com crimes; teve a operação Hades em vários estados do país com apreensão até de aeronave que era usada no tráfico de drogas. Então, temos atuado no combate a todo tipo de crime”, reforçou.

 

Além de ações repressivas, a SSP tem se destacado no trabalho preventivo. A chefia de Articulação de Políticas de Prevenção tem coordenado programas como o ‘Na Base do Sossego’, que já apreendeu mais de 400 equipamentos sonoros, e o ‘Pessoa Idosa Protegida’, em atuação conjunta com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e outros órgãos estaduais e municipais.



 

Um olhar diferenciado também tem se voltado para reduzir a violência no ambiente escolar. A Chefia de Políticas de Segurança à Mulher ainda tem promovido ações de conscientização em favor deste público. O combate à violência contra mulheres colocou Alagoas como o estado que mais reduz casos de feminicídio do Nordeste.

 

“Ações pontuais que têm um efeito enorme em prol da segurança das pessoas. Com um trabalho conjunto, preventivo, ostensivo e repressivo estamos mudando a realidade de Alagoas”, concluiu Flávio Saraiva.