12/08/2021 14:17 | Covid-19Saúde

Alagoas chega aos 500 dias de pandemia como 2ª estado do Nordeste que mais vacinou contra a Covid

Patamar de destaque é fruto da agilidade do Governo do Estado na distribuição das vacinas e do Programa Vacina Alagoas, que destinou R$ 11 milhões aos municípios para acelerar imunização

Carla Cleto


Josenildo Törres

A uma semana do sétimo mês da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, os alagoanos podem constatar que o Programa Vacina Alagoas, do Governo do Estado, foi uma estratégia acertada para acelerar a imunização nos 102 municípios. Com o impulso de R$ 11 milhões repassados pelo Estado às Secretarias Municipais de Saúde (SMSs), hoje 26,02% da população já estão com o esquema vacinal completo em Alagoas, ou seja, já tomaram a segunda dose ou a vacina de dose única, conforme o Painel de Vacinação do Ministério da Saúde (MS). O percentual coloca Alagoas na 2ª posição do Nordeste entre as unidades federativas que, proporcionalmente, mais vacinaram, atrás somente da Paraíba (27,17%).

Em nível nacional, o Estado aparece na 11ª colocação, figurando à frente de 16 dos 27 estados brasileiros, conforme atesta o panorama que pode ser acessado clicando aqui. No ranking dos estados que mais aplicaram as doses distribuídas aos municípios, Alagoas está entre os três primeiros, com índice de 92,8% em julho, ficando atrás do Rio de Grande do Norte e de São Paulo.

Para alcançar este patamar de destaque no Nordeste e no Brasil – 2 milhões de doses já aplicadas, sendo 617.888 somente como segunda dose ou dose única – a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) orientou que os municípios investissem os recursos recebidos em ações estratégicas para agilizar a vacinação. Santa Luzia do Norte, na Grande Maceió, por exemplo, já vacinou os moradores maiores de 18 anos com a primeira dose e outros municípios alagoanos estão próximos de atingir este patamar, como Penedo, no Baixo São Francisco, que já vacina pessoas com 22 anos.

O governador de Alagoas, Renan Filho, lembrou que criação do programa Vacina Alagoas estimulou os municípios a manterem a vacinação acima de 90% das doses recebidas. "Alagoas tem sido referência no Brasil em aplicação das doses. Estamos no caminho certo, mas precisamos seguir adiante. Precisamos manter o uso de máscaras, a higienização pessoal e o distanciamento social dentro das possibilidades", reforçou o chefe do Executivo sobre as medidas sanitárias no combate ao coronavírus.

Redução da Curva de Contágio – Como consequência do avanço da vacinação em Alagoas, a curva de contágio do novo coronavírus vem reduzindo semana a semana, mantendo-se abaixo de 1, conforme preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, segundo a plataforma Covid-19 Analytics, a taxa de transmissão corresponde a 0,78, representando que, em Alagoas, cada grupo de 100 pessoas infecta outras 78.

Com isso, a taxa de ocupação de leitos hospitalares vem reduzindo. De acordo com o último boletim divulgado pela Central Estadual de Regulação de Leitos, dos 1.488 disponíveis exclusivamente para Covid-19 na Rede Hospitalar Pública, 203 estão ocupados, o que representa 14%.

Quanto aos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o índice é de 28%, uma vez que, dos 400 leitos disponíveis, 112 estão preenchidos. A título de comparação, há dois meses – em junho – esse índice era de 92%, o que deixou em alerta as autoridades de saúde alagoanas, que temiam por um colapso. O colapso, no entanto, nunca ocorreu, graças às ações coordenadas e adotadas de forma célere.

Exemplo para o Brasil – O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, ressalta que Alagoas tem sido exemplo para os demais estados brasileiros. “Alagoas tem dado uma bela resposta no enfrentamento à pandemia e tem alcançado os melhores resultados em todo o Brasil. E no que diz respeito à vacinação não tem sido diferente. Estamos trabalhando de maneira articulada com os municípios, que são os grandes responsáveis pela execução da vacinação, mas, que, sem essa articulação, sem esse respaldo e sem o apoio financeiro dado pelo Governo de Alagoas, com certeza os municípios teriam tido muita dificuldade em avançar”, destacou.

Ayres ressalta que o Programa Vacina Alagoas fez a diferença para que os municípios desenvolvessem estratégias para alavancar a Campanha de Vacinação contra a Covid-19. “O governador Renan Filho lançou o programa Vacina Alagoas, que destinou R$ 11 milhões para incentivar os municípios a estruturar a sua rede de vacinação e, desse modo, acelerar a execução da imunização. Paralelamente, a vacina que chega ao Estado tem sido imediatamente distribuída, vacinando cada vez mais alagoanos e culminando com a redução no número de pacientes internados em nossa Rede Hospitalar exclusiva para a Covid-19”, finalizou.